Gostou?

Share |

Mais um dia das mães sem minha mãe.



É isso aí... fico pensando se, para o resto da minha vida, todos os anos, vou escrever um post sobre a ausência da minha mãe no dia das mães.


Já lamentei, já chorei, já gritei, já me revoltei... mas o fato é que nada disso traz minha mãe de volta, porém, me torna mais humana.


Um dia desses, minha irmã comentou comigo que daria tudo para ter a mãe só por mais um dia que fosse.

Nessa hora, eu olhei para ela e falei que daria tudo para esse dia nunca chegar.


Minha irmã me encarou de forma carrancuda e me fez um discurso de filha desnaturada, etc. No final, ela me perguntou o porquê dessa minha postura.


Respondi que não queria minha mãe por mais um dia sequer, pois não suportaria perde-la novamente.


Mas ao ter que lidar com a morte, aprendemos que uma pessoa é muito mais que um simples corpo e uma mente.


Quando minha mãe faleceu, logo pensei que poderiam tirar o corpo da minha mãe de mim, mas ninguém poderia tirar as lembranças que tinham dela, e isso sim, seria o meu porto seguro, meu prêmio de consolação, minha forma concreta de sentir que uma pessoa vive mesmo depois de morrer.


Mas o tempo é traiçoeiro e o passado um tremendo fanfarrão. Com o tempo as lembranças já não são tão coloridas, já não tem tantos detalhes. É triste, mas as nossas próprias lembranças são modificadas com o tempo e já não são mais cópia fiel do passado.


Um dia, me dei conta que já não me lembrava mais da voz da minha mãe. Um dos dias mais triste da minha vida. Chorei tanto, chorei mais do que no dia do enterro propriamente dito.


Não sabia que, se uma pessoa vive de várias formas, também morre de várias formas. É cruel ter que ver uma pessoa q tu amou ir embora de várias maneiras. Não é justo perder alguém aos poucos.


Sinto falta do beijo de boa noite que sempre dava para a minha mãe quando chegava tarde da noite em casa, pois sabia q ela só dormeria tranqüila quando soubesse q eu estava sã e salva em casa.


Sinto falta da tardes de sábado que a gente ficava vendo os calouros do Raul Gil comendo cavaquinho.


Sinto falta das madrugadas de segunda que eu e minha mãe íamos escondidas do meu pai para a sala assistir aos testes de fidelidade.


Só me resta esperar o dia em que terei que enterrar minha mãe novamente quando meu cérebro for velhinho e já não poder ter comigo essas pequenas lembranças que me consolam quando lembro da ausência dela.

32 Response to "Mais um dia das mães sem minha mãe."

  1. Filipe says:

    Me fizesse derramar lágrimas com esse texto Pri, que texto lindo...

    Sou muito apegado a minha mãe e sei que ela não vai durar para sempre, por isso derrubei lágrimas por todas as pessoas que perderam a mãe, e por todas as outras que ainda vão enfrentar esta dor :/

    Nanda says:

    Oi Pri! cheguei aqui pela indicação do @lipecasagrande e hoje eu tbém falei sobre perda.. mas a do meu pai... que dói muito tbém... achei linda principalmente a parte que vc diz que o tempo nos rouba boa parte das lembranças e rouba mesmo. O que conforta um cadinho é o reecontro. Espero que Deus nos conforte, beijos

    Escreva! escreva tudo o que lembrar. Não h´muita utilidade nas palavras, a não ser que te sirvam pra expressar e lembrar do que realmente um dia foi importante.

    Esse ano vou escrever sobre a minha mãe, e isso será dificil, já que não há mto pra recordar, e ela...poxa, ela esta viva.

    Anônimo says:

    Oi Pri,perdi minha mãe no dia 20 de dezembro de2010,más a dor é tão grande que pareçe que foi ontem,acho que hoje doi mais porque cada dia que passa más tenho a certeza de que não tenho mais ela comigo,as vezes me sinto sem rumo sem chão,acho que perdi minha referencia no mundo,peço a deus que acalme meu coraçaõ,tenho 3 filhos e eles precisam muito de mim,minha filha tá gravida de dois meses,sei que é a recompensa de deus para minha familia para preencher um pouco do grande vazio que minha mãe deixou.saudades eternas da minha mãe.

    Anônimo says:

    chorei e ainda choro com o texto e com a falta ki minha mae faz na minha vida!
    faz 3 anos sem ela ,e é mtu triste.
    pra vcs ki ainda tem suas mães,dê o melhor pra ela,dê atençao,carinho,faça passeios e tire mtas fotos..pois amanha pode ser tarde de mais.

    Anônimo says:

    Perdí minha Mãe há exatamente um mês....Obrigado por escrever, de certa forma me ajudou muito. Obrigado mesmo!

    Anônimo says:

    Minha mãe está viva, Graças a DEUS e após ler seu texto, me deu mais vontade ainda de poder aproveitar momentos que às vezes não só com ela,mas com o meu pai tb, deixo de vivê-los por priorizar outras coisas. Força para todos que já tiveram a experiência da passagem de suas mães.

    Anônimo says:

    Minha mae ta perdida no mundo drogada e favelada e eu nunca mais vi ela e se Deus quiser eu ainda vo acha ela

    Anônimo says:

    Nossa, é muito estranho, mas quando eu lí o trecho em que vc dizia que aos poucos as lembranças vão se apagando e acaba nem lembrando do tom de voz... eu chorei tanto, pq eu senti e pensei nisso ontem mesmo. Quando o dia das mães se aproxima eu não sei o que fazer, não se se levo flores no túmulo, se acendo uma vela, se comemoro com meus irmãos ou se simplesmente finjo não estar acontecendo nada.

    perdi minha mãe há 2 anos (05.05.10) e as feridas vira e mexe ainda se abrem (se é que algum dia cicatrizou) a dor de perder uma mãe é a pior possivel, é um nó na garganta que nunca mais desata!

    Por isso, quem ainda tem a felicidade de ter mãe viva... aproveite o máximo e paparique mais tempo possivel!

    Anônimo says:

    oi Priscila,
    tbm perdi minha mãe ja faz 6 anos... ja chorei bastante hoje, e estou sempre triste quando me lembro dela, mas apenas qd estou sozinha, não gosto q as pessoas me vejam assim. Só a gente mesmo sabe como é! Tudo que mais queremos é abraçá-la bem forte, conversar sobre qualquer coisa que nos deixa feliz, mãe é mãe, e apenas qd deitamos no colo dela que tudo passa... eu tbm adorava passar as tardes vendo tv com mha mãe, seu beijo d boa noite,os passeios q faziamos... são tantas coisas que ficam na memória da gente, que a mha vontade e fechar meus olhos e senti-la perto de mim. Sempre faço isso, choro bastante mas dpois sinto uma paz dentro de mim. Parece ate que ela esta aqui comigo e me fez parar de chorar. Olha Pri, seu texto me "tocou" muito, não tenho muito o que dizer, pq nada ira desfazer essas lembranças, como também não teremos nossas mães agora perto de nós. mas... faça como eu, qd ficar triste chore, mas lembre sempre que onde sua mãe estiver ela sempre estará cuidando de ti, mesmo vc não podendo vê-la, e esse amor será para sempre... mas, também seje forte, pq ainda estamos neste mundo, e enquanto estivermos aqui, vivendo essa vida teremos que enfrentá-las firme e forte, pq se não os outros que irão tomar conta da gente, lute, busque o que for melhor para vc, seja estudando, trabalhando... faça algo que ti deixe bem com vc mesma. Assim vc estará fazendo sua mãe feliz também seje aonde ela estiver. Eu acredito muito em Deus, assim como acredito também que um dia ele nos trará quem mais amamos de volta ou então qd chegar nossa vez poderemos viver em paz neste outro mundo, seria muito bom se tivessemos certeza q isso poderia acontecer... mas temos q acreditar em algo, se queremos continuar, o que não pode é desistir! Por isso, como vc disse q tem uma irmã, abraçe ela, pois ela é um pedacinho seu tbm... eu não tenho irmãos... Só quero que se sinta bem, faça algo q ti deixe melhor, mesmo não tento muita graça, mas, faça, vc vai ver, garanto q ira se sentir melhor!
    Quero dizer uma coisa... a todos que tem a mãe por perto d vcs, ame- a mais q tudo, abraçe muito, se aborreceu ela peça perdão. E curta o máximo! Pq mãe é o melhor tesouro do mundo!

    bisteka says:

    Lindo Seu Texto Parabens.

    Anônimo says:

    Ta fazendo 6 anos q a minha mae morreu. É tão triste vc nao ter aquele abraço , aquela sigurança , aquela mulher linda sorrindo pra vc .... É e o piooor e perde-la de uma forma tao tragica . Ta dificil seguir em frente sem a minha mae . Mas tenho fé em deus q vai melhora . Vcs q tem mae , aproveitem cada beijo , cada abraço , cada momento , cada segundo . E sempre esteja do lado dela . :) .

    Chorando muito,Saudade doiiiiiiiii Muito e a cada dia das mães que passa é Pior ainda.

    5 anos sem minha amada maezinha, mes de maio é o mes das maes e do aniversario dela, eita mes dificil! lendo seu texto me vi nele, a gente se dava muito bem, ela era tudo pra mim, perdi meu pai aos 9 anos, imagina, minha mae foi maepai, hoje me sinto pela metade, pq a outra foi com ela, nao tem dia desde a sua partida que nao penso como seria bom ter ela aqui, a dor nao passa, a saudadade nao passa. (minha maezinha que falta voce me faz) te amo

    como o passar de 10 anos, parece que td foi hj, doi demais passar por datas comemorativas sem a presença de minha mãe, principalmente nesta data de dia das mães, fico triste, tds se esforçando para o melhor presente...e eu oque posso fazer...mais me fortaleço no Senhor que me deu o dom mais abençoada que é de ser mãe, me apego em meus filhos graças a Deus òs tenho em minha vida

    Nossa eu não te conheço, mas também já perdi a minha mãe, e todas as tuas palavras são exatamente as mesmas que as minhas! Força sempre, Deus esta com cada um d nos, e elas com certeza estão felizes por estarmos bem e jamais a esquece-las!
    Fica cm Deus bjus

    Nossa eu não te conheço, mas também já perdi a minha mãe, e todas as tuas palavras são exatamente as mesmas que as minhas! Força sempre, Deus esta com cada um d nos, e elas com certeza estão felizes por estarmos bem e jamais a esquece-las!
    Fica cm Deus bjus

    (http://www.facebook.com/photo.php?fbid=617120801634587&set=p.617120801634587&type=1&theater)
    faz tres mases que perdi minha mãe e estou completamente desorientado nesse primeiro dia das mães sem mãe, procuro não deixar transparecer para minha espoza e minhas filhas, mas peço a tds que ainda tem sua mãezinha para curtir ela que não é para sempre q ela ta aqui para nos consolar...

    Guinevere says:

    Amigos,

    Estou sem minha mãe a 1 ano e 7 meses e além da dor da morte sinto a dor da culpa. Culpa do quê? Sempre monitorei a saúde de minha mãe, mas nos últimos meses já não sabia o que faze, diabética, hipertensa, colesterol alto. Meus Deus, sinto que dava para fazer algo?Não sei como aliviar minha alma....

    Pricila ,vc me fez chorar minha mãe se foi a 9 anos ,passei a minha infancia ,adolescencia ,me apaixonei e ela ñ viu nada disse acontecer ....
    faz muita faltaa
    hj to concluido o ensino medio ,vou ingressar na faculdade ,vou casar queria muita ela aquii mais sei que ela vai ficar orgulhosa de mim e quando meu filhinho nascer falarei muito bem dela pra ele.

    Pricila ,vc me fez chorar minha mãe se foi a 9 anos ,passei a minha infancia ,adolescencia ,me apaixonei e ela ñ viu nada disse acontecer ....
    faz muita faltaa
    hj to concluido o ensino medio ,vou ingressar na faculdade ,vou casar queria muita ela aquii mais sei que ela vai ficar orgulhosa de mim e quando meu filhinho nascer falarei muito bem dela pra ele.

    Anônimo says:

    A minha Mãe faleceu a Seis meses nos meus braços, é o primeiro dia das mães sem ela aqui do meu lado. ,A saudade doiiiiiiiii D+ e D+.

    Anônimo says:

    Eu larguei tudo pra cuidar da minha mãezinha mas Deus levou ela, agora me resta aprender a conviver com essa saudade A minha Mãe faleceu a Seis meses nos meus braços, é o primeiro dia das mães sem ela aqui do meu lado. A saudade doiiiiiiiii muiiito, Meu Deus me ajuda!!!

    Anônimo says:

    Eu larguei tudo pra cuidar da minha mãezinha mas Deus levou ela, agora me resta aprender a conviver com essa saudade A minha Mãe faleceu a Seis meses nos meus braços, é o primeiro dia das mães sem ela aqui do meu lado. A saudade doiiiiiiiii muiiito, Meu Deus me ajuda!!!

    22 anos sem minha mãe ela se foi em 1992 passei mais tempo da minha vida sem ela pois eu tinha 15 anos agora tenho 38.

    Anônimo says:

    Depois da partida da minha mãe (há 5 anos) sinto que nunca mais fui a mesma pessoa...algo mudou para sempre. Só quem perde a pessoa que mais te amou na vida sabe do lugar que falo. É um lugar vazio, incompleto e dolorido. Sim, é possível continuar vivendo..,mas era muito melhor ter o amor da mãe por perto.

    Quem tem mãe tem tudo!!! Muita saudade, muita mesmo!!!

    Karol says:

    Perdi minha Mãe tinha 11 anos, isso foi em 2013. Eu era MUITO apegada há ela, não foi fácil aliás até hoje não é facil, minha vida mudo por completa, minha família, as festas de família, ou seja, TUDO mudo. Não só para mim, pra familia inteira. Não é foi fácil acostumar sem ela, na hora que acordava, antes de dormi, e na hora de ir para escola eu dava um beijo nela e falava que a amava, e fora as outras horas que fazia isso. A falta que ela me faz em tudo, a saudade, as lembranças... Sinceramente, não é fácil e todos que já perderam a sua sabe muito bem como é essa dor, esse vazio que sentimos, essa saudade.... Ela era meu tudo, minha razão de vive, mas DEUS quis ela pertinho dele, e a recolheu para ele. Hoje tenho 13 anos, esse ano faz 2 anos sem ela. Foi a pior ligação que recebi em minha vida, que minha Mãe tinha sofrido um acidente... Nesse instante meu mundo acabo, parecia que tudo q estava em minha volta caiu, tive começo de depressão, não tinha mas vontade vive, mas hoje entendo melhor, NADA NESSA VIDA É PARA SEMPRE, TODOS NÓS ESTAMOS DE PASSAGEM AQUI NA TERRA, UM DIA, SIM, TODOS NÓS IREMOS. e aquele dia era o dia dela, Deus precisava dela lá, a missão dela aqui já tinha se completado. E com isso aprendi muitas coisas, fui obrigada a amadurecer mas rápido, muito mas rápido. Mas não é fácil viver sem ela, a falta que ela me faz é IMENSA. Mas a hora dela tinha chegado, e eu sei que um dia iremos se encontrar novamente. Beijo a tds !

    Aluanda says:

    Meu primeiro dia das mães sem ela... Tem um mês e doze dias que ela se foi. Vou me casar, vou me formar, terei filhos e ela não verá nada disso. Não tenho remorso, ela me amava do jeito que sou. Sinto falta dela todos os dias porque ela fazia com que eu fosse uma pessoa melhor, ela tinha o poder de amolecer meu coração e fazer com que eu fizesse o bem. Muita saudade. Uma das últimas coisas que me disse é que eu sempre seria sua garotinha e não paro de ouvir a voz dela me dizendo isso. Ano passado ela disse que fez quarenta anos que a mãe dela tinha morrido, perguntei se ela ainda lembrava e ela disse que sim, que só no dia que eu a perdesse saberia o que é isso. Agora sei que isso nunca vai passar...

    Gabs Oli says:

    ''Um dia, me dei conta que já não me lembrava mais da voz da minha mãe. Um dos dias mais triste da minha vida. Chorei tanto, chorei mais do que no dia do enterro propriamente dito.'' - Isso foi quase uma facada em mim

    Isso deve ser assustador, pra mim já é... vivi momentos muito repetitivos, sem bons momentos, sem lembranças pra guardar... a melhor parte da minha vida foi minha infância e ela está tão distante... Mas não vou passar por isso, espero estar morto em breve.

    Unknown says:

    Hoje.
    Dia das mães.
    O primeiro sem a minha rainha.
    Como é triste.
    Estou sem ela há oito meses. Desde o dia 04 de setembro/2015

    Anônimo says:

    Sobreviver sem o amor de mãe nesse mundo é uma tarefa muito difícil. Que tenhamos garra e coragem pra continuar a jornada. E que façamos valer aquilo de melhor é mais nobre que nossas mães plantaram em nós...maneira mais nobre de eterniza-las. Saudade da minha

    Anônimo says:

    Desde a publicação do texto todo ano alguém vem pra comentar, desabafar, compartilhar como é a dor de perder aquela pessoa que voce ama, e que te ama, incondicionalmente. E dói!
    Vou ser a primeira a inaugurar esse ano.
    Não importa o que eu diga, esse texto nao chegará perto do que sinto. Porém já descreveram bem essa dor: é um nó na garganta que nunca se desfaz, tudo muda, uma dor que ninguém entende, só quem perde.
    Entre sorrisos do dia e as lágrimas da noite, um vazio que nunca vai ser preenchido.Saber que nunca mais vai ter um abraço, um colo, um puxao de orelha, dói!
    E aquela preocupação com a sua alimentação, os risos, o jeito, e manias, acabaram-se.
    Mas isso iria acabar um dia mesmo, ne?! Mas da maneira que foi, dói! Dói muito! Uma dor que nunca sequer eu havia imaginado. Devastadora dor!

    Há figuras de linguagem no texto, hipérbole, no entanto, não é uma delas.

    Que a minha dor sirva àqueles que não sabem o que dar de presente para a mãe no segundo domingo de maio

Postar um comentário

Powered by Blogger