Gostou?

Share |

Criciúma X RBS (amor eterno... NOT)


Poucos títulos têm um gostinho tão bom quanto a conquista do Primeiro Turno do Catarinão.

Garantir uma vaga no final do Catarinão é bom. Conquistar uma vaga na Copa do Brasil é ótimo, ainda mais quando se trata de um campeonato que nos traz boas lembranças. Quebrar um jejum de oito meses sem ganhar fora de casa é excelente. Tirar a taça do Figueirense, que era o favorito, é sensacional. Vencer, mesmo com um juiz caseiro e tendencioso ao adversário é espetacular. Conseguir silenciar a torcida numericamente superior, mesmo com 5 ônibus de torcedores criciumenses detidos pela PRF de forma tão estranha é atingir o nirvana. Ver o Criciúma ganhar e poder dizer: Chuuuuupa RBS!!!... não tem preço!

Passei minha infância inteira tendo que aturar o bate papo sobre esporte no RBS/TV formado por dois comentaristas: Miguel Livramento do Avaí e Roberto Alves do Figueirense. Eles eram os responsáveis por comentar o futebol de Santa Catarina para o estado inteiro. Porém, cada um preferia puxar a sardinha para o seu lado, chegando ao cúmulo de aparecer na TV com a camisa do seu time do coração.

E eles debatiam sobre e só sobre Avaí e Figueirense. Não adiantou o Criciúma ganhar a Copa de 91, se sair bem na Libertadores ou competir na série A. O debate sempre foi sobre o Avaí e Figueirense. Claro que eram obrigados a citar o Criciúma, mas estavam longe de debater ou analisar o time e sua atuação.

Mas essa discriminação não era só contra o Tigre. Era contra qualquer time que não fosse Avaí e Figueirense. Se o Criciúma, campeão da Copa do Brasil de 91, não tinha espaço no debate esportivo da RBS que ia para todo o estado... imagine a situação dos coitados do Joinville e da Chapecoense que em muitos anos se destacaram no Catarinense, inclusive com títulos.

Não há torcedor do Criciúma que se esqueça da fatídica campanha do Tigre na série A em 2004. Não tinha nenhum grande destaque, mas no conjunto em campo, era imbatível. Até a metade do ano, o Criciúma era líder do campeonato. Depois do recesso das Olimpíadas, o mundo inteiro queria saber sobre o time que liderava a série A do melhor país do mundo em termos de futebol.

Pela lógica, o Globo Esporte, em rede nacional, queria uma matéria sobre esse time que já estava há semanas na liderança e que fugia do tradicional eixo futebolístico: Rio- São Paulo – BH – POA.

A RBS/TV de Florianópolis fez a matéria sobre o Criciúma. Não entrevistou nenhum jogador, treinador ou dirigente do Tigre. Porém, a reportagem foi feita com as características do Criciúma que, coletivamente, era muito parecido com o Criciúma que jogou na final do turno contra o Figueirense no 1º tempo esse ano de 2011. Mas, adivinha qual foi a característica do Criciúma foi exaltada pela RBS/TV? A violência. Até hoje procuro essa tal violência, afinal, o Criciúma era sim um time de pegada, forte... mas violento era um exagero descabido.

E aí apareceu a “maledita” reportagem afirmando a violência do Criciúma em rede nacional. Não deu outra: nos dois primeiros jogos depois da reportagem, o Tigre teve que se virar com 9 jogadores. Ficou claro que a reportagem feita pela RBS/TV e mostrada pelo Globo Esporte influenciou os árbitros de forma desonesta em desfavor do Criciúma. O jogador do Tigre não podia encostar no adversário que ganhava um cartão de brinde.

O resultado não podia ser outro: o Criciúma foi rebaixado para a Série B e no ano seguinte para a série C. Da glória ao caos.

Agora as pessoas de outros estados podem entender porque o Criciúma sempre reclama tanto da arbitragem até hoje. Somos traumatizados nacionalmente e vítima, assim como outros times do interior do Estado, da famosa arbitragem caseira catarinense que, vira e mexe, tendenciosamente, privilegia os times da capital.

A RBS/TV nunca se retratou, e apesar de mudar o formato da reportagem esportiva, a característica de dar preferência aos times da capital nunca mudou.

Pegue por exemplo, a vitória do Criciúma no 1º Turno do Catarinão 2011. No primeiro GE após o jogo, fizeram umas homenagenzinhas ao Criciúma parodiando ao Oscar. Mas em nenhum momento analisou o jogo, comentou sobre a atuação da arbitragem ou sobre o lamentável caso dos torcedores criciumenses detidos pela PRF.

Mas, em compensação, analisaram a situação do técnico e dos jogadores do Figueirense. Nos outros dias, a RBS volta a sua atuação normal: citando o Criciúma rapidamente dando destaque à demissão do Técnico do Figueirense, a reação da torcida, além de fazer um raio X completo sobre a vida do novo técnico contrato.

Mas, admito que já melhorou muito. E aqui, destaco a atuação do Douglas Nazário que tem feito reportagens sobre o Criciúma com veiculação estadual. As vezes peca com tanta criatividade sem graça, mas, vamos dar os devidos descontos. Agora, a transmissão dos jogos do Tigre conta até, imaginem só, com a participação do Silvio Criciúma. Coisa que há anos atrás era impossível. Já é alguma mudança né?

Mas tem coisas que nunca mudam mesmo. No Click RBS, na parte de futebol, vê-se no menu: Avaí, Figueirense e Catarinense. Ou seja, só o Avaí e Figueirense merecem destaque no menu. Não acredita?

Acessa: http://www.clicrbs.com.br/esportes/sc/noticias/lista/pg/1/start/1/themeid/11/contexto/default/

Não adianta o Criciúma ser campeão da Copa do Brasil, Campeão da Série B e da Série C, e nem conquistar trocentos campeonatos catarinenses. Pouca importa ter revelado o Felipão , o Maicon da seleção. E o Douglas, atual camisa 10 do Grêmio que já passou pela seleção e que já jogou no Tigre? Nada disso é importante o suficiente para o Criciúma ganhar um mísero espaço no menu do click RBS.

Importante mesmo é uma vitória na Série C do Avaí e o total de zero títulos nacionais do Figueirense.

A verdade é que a RBSTV pode fazer um programa inteiro para puxar o saco do Criciúma quando ganha um título (o que não é mais que obrigação de qualquer meio de comunicação), mas o torcedor do Tigre não se esquece de uma história vitoriosa inteira sendo ignorada pela referida emissora. Ele sempre vai encher o pulmão e gritar, com razão, de todo o coração: EI RBS, VAI TOMAR NO CU FILHA DA PUTA!

PS : Não sou nenhuma expert de futebol e esse post foi escrito baseado na minha memória. Se tiver algo errado aí, pode comentar q eu faço um update de boa!

Menção honrosa ao @renanmedeiros que me lembrou que em 2002 o Tigre foi campeão da Série B e que em 2004 o recesso foi dado porcausa das Olimpíadas.

16 Response to "Criciúma X RBS (amor eterno... NOT)"

  1. Matou a pau, Nirvana. Com o devido respeito, estamos citando esse post em PutzGraça!!!

    Marcos Pizzolatti says:

    Parabéns pelo post

    Expressa o meu sentimento e de boa parte da torcida do Tigre

    Não assisti à Final na RBS, pois estava no Scarpelli (coisa linda!), mas fiquei sabendo que a RBS não se deu nem o trabalho de tocar o hino do Criciúma após o jogo e na entrega da taça.
    Creio que seja mais um dado a se qustionar.

    Não conhecia o blog, fui "indicado" pelo Putz, passarei a acompanhar

    Marcos Pizzolatti

    Não vejo essa perseguição da RBS contra o Tigre.Só um fato normal de favorecer uma capital de estado,mais populosa e que dá mais audiência.No final é tudo por dinheiro.Isso acontece no país todo,os times do interior sempre tem menos visibilidade.

    Anônimo says:

    http://www.clicrbs.com.br/esportes/sc/noticias/default,3228062,Volante-Henrique-ex-Figueirense-e-convocado-para-a-Selecao.html

    Mais um exemplo, Henrique, do Cruzeiro e André Santos, do Fenerbache da Turquia, ex-Brócolis

    Maicon, ex-Tigre, também convocado, não merece nenhuma citação.

    Talvez porque, assim como consideram o Tigre como de menor expressão (pra eles), o Inter de Milão também deve ser de menor expressão que o Cruzeiro e a potência futebolística Fenerbache

    Re says:

    gostei bastante e concordo
    beijos

    Anônimo says:

    VÃO DEIXAR DE PASAR O FIGUEIRA QUE É O TIME QUE DÁ IBOPE PARA PASSAR QUALQUER OUTRO.. SERIA BURRICE , NÉ ?? É SEMPRE ASSIM... FIGUEIRA CONTRA TODOS E TODOS CONTRA O FIGUEIRA... HA! IA ME ESQUECENDO .. O QUE NÃO É CAPITAL É INTERIOR , E O QUE NÃO É INTERIOR É CAPITAL !! SIMPLES.
    sergioluiz.melo@bol.com.br

    Daniel (Brasilia-DF) says:

    O texto esta bom e com bastante detalhes que nos levam a refletir...
    Porem...acho dificil existir tal tendencionismo pela simples questao comercial.
    TV eh negocio e vive de audiencia, a maior possivel que conseguir.
    Qual seria o beneficio da RBS boicotar mesmo que sutilmente times do interior?
    De qualquer forma, parabens pela explanacao.

    Pois agora Daniel...
    Como diria o Chicó do Auto da Compadecida: "Não sei, só sei que foi assim!" rs

    Anônimo says:

    pra RBS é interessante passar jogos de time grande, como AVaí e Figueirense, time pequeno como o Criciuma ninguém vê, não tem torcida. O negocio é transmitir jogos de times de serie A PRIMEIRA DIVISÃO

    João says:

    faz um campeonato só com avaí e figueirense então.

    anderson says:

    pra turma da capital ,o tigre éo maior campeão de santa catarina ,avai mal tem uma serie c ,figueirence nunca ganhou nada só foi vice da copa do brasil perdendo o titulo em casa ,os dois só tem mais estaduais porque são clubes mais velhos ,e quanto a serie A nois já estivemos lá e vamos voltar O TIGRE e campeão da copa do brasil ,da serie B da c treis titulos nacionais ,quando voces tiverem isso podem si comsiderar grandes ,mais por enguanto o criciuma ainda éo maior do estado . podem ficar com a RBS o tigre sempre se destaca e ela tem que mostrar querendo ou não,o criciuma nao precisa de emissora puxando o saco.

    Anônimo says:

    ATENÇÃO COLONOS DO INTERIOR !!!!!!!

    SÓ DISCUTIMOS FUTEBOL COM QUEM ATUA NA SÉRIE A !!!!!!!!!!!!!!!!!
    sergioluiz.melo@bol.com.br

    Anônimo says:

    Parabéns ao autor aí.
    Sou de Blumenau, meu time é o Metropolitano, não importando a situação em que ele esteja, mas torço para os times de SC em competições nacionais.
    Minha reclamação em relação à RBS é a seguinte: POR QUE DIABOS PASSAR JOGO DO EIXO RIO/SP/RS/MG SE EXISTEM TIMES EM SANTA CATARINA?????????
    TEM TIMES AQUI PRA QUE?????
    Agora, essa RBS prefere estimular os catarinenses a serem alienados torcedores de sofá que apoiam times de outros estados. PORTANTO, FORA RBS!!!

    Anônimo says:

    O ESTADO DE SANTA CATARINA não merece a mediocridade da rÉbAs... aliás, niguém merece tal mediocridade! fazem o papelão da redebobo..

    Anônimo says:

    é isso aí, famillia rébas faz o papelão da ditadura amigo! drogaditos invadiram floripa e depois outros limpos e belos locais de SC, com uma mentalidade mais que mediocre.. e vão pagar caro com certeza!! vamos expulsálos de SC com muita dignidade!!

    Anônimo says:

    rbs + globo = câncer !!
    Não assistam a Globo!
    Big-Bosta, novelinhas cheias de putaria: fazem apologia ao adultério, homosexualismo, lesbianismo, promiscuidade, preconceito de classes sociais/preconceito religioso, racial contra negros, regional contra nordestinos (nas novelas reverenciam os estrangeiros que imigraram para o Brasil e debocham dos nordestinos / nas novelas os negros são sempre servicais ou marginais)O jornalismo é manipulador.A Globo/PIG elitista apoiou o golpe de 64.

Postar um comentário

Powered by Blogger