Gostou?

Share |

Eu, eu mesma... sem você num sábado a noite

Durante muito tempo li sobre vários filósofos. Vocês sabem... fazer direito te obriga a ler tanto durante a faculdade que, quando você a termina e adquire uma profissão, a gente arruma as gavetas mas se nega a ler um livro da série vagalume que seja.

Já tinha me esquecido de como era bom ler para viajar na imaginação de um romance subliteratura.

Esse era meu plano para sábado a noite. Ler meus sub romances ( eu meus mangás do Blade), estatelada em minha cama queen size que amo. Antes disso, uma boa depilação, muitos cremes e uma bela escova no cabelo. Ok, o meu programa de sábado a noite não era o sonho de consumo, mas pelo menos era o meu programa.

A verdade é que estava sentindo falta desse tempo by my self. Para alguns, ficar em casa num sábado a noite é confessar-se totalmente looser ou forever alone. Para mim, sempre foi uma opção. A opção de estar com a única pessoa que vale a pena ser valorizada, pelo menos, uma vez por semana: eu mesma!

Por um instante pensei nele. O que ele estaria fazendo nesse exato momento? Doeu ter que pensar que, muito provavelmente, ele estaria com outra. Se, mesmo estando comigo, ele ainda estava com outras... imagina agora que ele está livre?

Não. Melhor não imaginar. Imaginar isso dói e, já não me devo importar com coisas que não me dizem respeito. O que ele estaria fazendo ou não, não era mais da minha conta.

Suspirei profundamente, mordisquei minha bolacha passatempo e tomei um gole de coca bem gelada. Abri meu livro e comecei a ler.

Porém, no coração, havia uma verdade recém descoberta: a vida me ensinou a acreditar em príncipe encantado, mas, não me avisou que eu não era uma princesa. Pena.

4 Response to "Eu, eu mesma... sem você num sábado a noite"

  1. http://allpkjobs.blogspot.com

    marli says:

    Querida me identifiquei demais com seu post,inclusive estou fazendo um hoje no meu blog exatamente sobre esse tema.Nós MULHERES e A SÍNDROME DA BELA ADORMECIDA.Somos vítimas dos contos de fadas,fomos embaladas ouvindo a historia do principe que viria num cavalo branco nos salvar dos dragões e depois descobrimos que ficamos com o cavalo que deixou o principe cair no caminho,nosso "principes"!,tem salvado o dragão e matado a princesa.

    marli says:

    Voce se sente sozinha,é solteira,e eu q sou casada a 24 anos,tenho 4 filhos, e me identifico com sua solidão?que tbm sou e fui traida muitas vezes... eu tbm passo noites sozinha.Uma solidão acompanhada pode ser ainda pior.Esse final de semana mesmo fiquei sexta e domingo a noite absolutamente sozinha,meus filhos sairam,meu marido tbm,e estive pensando sobre isso,tentando extrair maturidade.Nós mulheres precisamos desaprender o que nos ensinaram os contos de fadas e saber que somos sim princesas aos olhos de Deus e não podemos jogar a respondabilidade de nos fazer felizes na mão dos homens,nem a nossa auto estima deve depender deles,devemos ser felizes com ou sem eles,e saber que eles nos traem não porque não estamos tão interessantes ou porque temos celulite,mas porque é uma questão cultural,alguns tem baixa estima e fazem pra se auto afirmar.

    marli says:

    É priscila n ós mulheres amamos de cima pra baixo os homens de baixo pra cima,e não é nem justo,nem injusto,apenas é assim.Aceite,conforme,supere,se supere.
    Eu to tentando...

    bjss

Postar um comentário

Powered by Blogger