Gostou?

Share |

Às vezes sou romântica



Peguei-me pensando, nas coisas legais que os homens que passaram na minha vida fizeram por mim. Dentre todas, quais as que guardei no coração.

E, por incrível que pareça, não foram os presentes caros nem os restaurantes badalados.

O melhor presente que ganhei na minha vida foi um pacote de prestígio. Isso mesmo. Estava no auge da TPM e meu namorado chega em casa com um pacote de prestígio dizendo: “Sei que tu não estás legal, então, trouxe teu chocolate preferido.”

Fiquei super feliz (na medida do possível para quem está com TPM) por saber que meu namorado compreendia que não estava bem e que, de alguma forma, estava tentando ajudar. Além do mais, tinha percebido qual era meu chocolate preferido.

Outra vez, fui com meu primeiro namoradinho para o cinema e, na volta para a casa, ele abre a mochila e tira uma rosa que tinha comprado para me dar. A rosa ficou dentro da mochila, sufocada e já estava caindo as pétalas. Porém, achei lindo e, até hoje, foi a flor mais linda que ganhei.

Depois dessa vieram, ao longo dos anos, vários buquês de flores enormes e caros. Contudo, sempre vieram em datas comemorativas (puro clichê) ou para pedir desculpas (puro clichê [2]). Nada se compara àquele gesto de dar uma simples rosa, do nada, para pessoa que tu gostas.

Já fui em restaurantes caros. Não vou mentir dizendo que não me importo com isso. É legal, claro. Porém, sempre acho muito mais romântico quando o cara cozinha para ti. Pode ser até um cachorro quente, e mesmo assim, ainda é melhor. Saber que o cara está se dispondo a ir numa cozinha e ficar lá, meia hora que seja, preparando algo para tu comer é uma demonstração de carinho e de atenção que rebate qualquer restaurante badalado.

Quando minha mãe faleceu, eu ficava com um carinha. Nada sério, só sexo mesmo. Quando soube da morte da minha mãe, tornou-se um ombro amigo, super compreensivo, ligando todos os dias, e, pela primeira vez, a gente saiu só para conversar. Ele não precisava fazer isso. Mas, achei extraordinário saber que o cara que está ao seu lado só para te levar para a cama se importa, também, com o teu bem estar e dignidade enquanto pessoa.

Poderia contar aqui vários outros fatos no mesmo sentido. Note-se que em nenhum deles o cara gastou muito dinheiro. Contudo, esses gestos não têm preço.

Dos presentes, dos restaurantes, das baladas, das viagens que ganhei ... nada guardo no coração. Mas aquele gesto, aquele olhar, aquele abraço na hora certa... tudo isso eu carrego à ferro e fogo no fundo da alma.

Viu como sou idiota? rs

3 Response to "Às vezes sou romântica"

  1. Nanda says:

    Eu quase chorei lendo! Partilho com vc a concepção que os melhores presentes são os sentidos. O ombro amigo na hora que seu mundo parece querer desabar é mais caro que uma Ferrari...

    Gdes beijos Pri!

    Nanda

    Que lindo! Acho que estou meio sensível hj (problemas com o meu pai), cheguei a comover...
    Concordo com vc. Acho gestos simples marcam o coração, a alma. A gente sempre lembra com ternura.

    Renata says:

    Eu sou assim tb, coisinhas bobas fora de hora que nao custam nada e deixam a gente mega feliz né?

    :*

Postar um comentário

Powered by Blogger